Categories
Letras e Livros

O escritor fez-se cinza, restam as brasas feitas de palavras em livros por ler

Luiz Pacheco no Adufe, em Março de 2006: O pacto lealmente cumprido.

“A casta beleza do ventre duma grávida: pousa a mão devagar em cima dessa carne, terra sagrada, e ficas repassado de mistério. (…)”

One reply on “O escritor fez-se cinza, restam as brasas feitas de palavras em livros por ler”

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.