Categories
Economia

O estranho caso das taxas de inflação multiplicadas

Regresso para ser confrontado com uma notícia inacreditável (em matéria de estatísticas oficiais).

Os que por aqui passam há mais tempo (particularmente desde o Adufe.pt) sabem como tudo o que tem a ver com estatísticas é "muito cá de casa". A minha estupefacção quanto ao caso que relato, com alguns detalhes, deixo-a documentada no Economia e Finanças que serve melhor esse propósito uma vez que a matéria envolve algumas referências à produção da informação oficial.

Julgo que em mais de três anos é a segunda vez que me ocupo de relatar o público desconforto por algo que se passa no INE com o contributo de quem está à frente da instituição. A primeira, se bem recordo, ocorreu quando uma publicação do INE com a chancela de estatísticas oficiais, apareceu a abrir com um prefácio altamente politizado do então primeiro ministro (com direito a foto): José Manuel Durão Barroso – foi a primeira vez em 70 anos de história. Desta vez a palavra certa é mesmo estupefacção.

Convido-vos a passar pel’ "As duas taxas de inflação do INE para 2006 – O caso dos dois gémeos falsos".

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.