Categories
Uncategorized

Do marmelo aos tomates

Cá estamos limpando o correio acumulado e lendo atentamente todos os comentários.

Antes de mais fica uma dica para o João Costa que por aqui tem passado algumas vezes a propósito deste post: Oficial de marcenaria. Há por lá novidades, é dar o salto ao velho texto e ler os comentários.

Em relação ao “resto”, obrigado pelos votos de boas férias, assim foram felizmente.
Quanto a marmelos digamos que os do marmeleiro ainda estão um pouco atrasados no crescimento. Acho que não se recebe spam com mezinhas miraculosas lá nas berças e os marmelos têm tardado em ficar grandes, firmes e rijos este ano. Marmelada fresca só lá mais para Outubro. Ainda aqui hei-de pôr as imagens recolhidas ontem para que avaliem…
Entretanto há por cá umas bem conservadas caixas da que se fez o ano passado, sem corantes, nem conservantes.

Ou então… Alegremo-nos com o novíssimo e muito cremoso doce de tomate (com as sementes) feito e cedido em duo pelos prestáveis pai e mãe aqui do cachopo 🙂

2 replies on “Do marmelo aos tomates”

Mas… doce de tomates, sem marmelada, de um cachopo, é sobremesa incompleta… Não acha?
Sou, como fêmea exigente…

Comments are closed.