Adufe 5.0

As armas do meu adufe não têm signo nem fronteira
Random Image

As armas do meu Adufe,
não têm signo nem fronteira.

Bem-vindo ao Adufe 5.0


Archive for September, 2007


Livre indirecto um bom blogue sobre desporto

Há alguns dias que venho acompanhando o blogue Livre Indirecto, um projecto iniciado no blogspot e que desde inicios de 2005 navega em endereço dedicado. Sóbrio, atraente, eclético e geralmente bem escrito, muito bem escrito. Vai para a lista de favoritos. Continuem o bom trabalho!

Ainda Dalai Lama

A ler "Caso Dalai Lama faz lembrar o caso Massoud" na Klepsydra.

 

Joguinhos de computador (rev.)

OS jogos de computador de classe B chamemos-lhe assim são uma indústria de respeito em dimensão e dinamismo. Os velhinhos jogos de arcada renascem todos os dias em pequenos jogos que são todos os dias criados para gastar breves minutos ou algumas horas a entreter . Destacam-se por terem menos pretensiosimos, por não ocuparam muitoa espaço, nem exigirem as últimas actualizações dos controladores gráficos, mas continuam a entreter milhões, todos os dias, no PC, no telemóvel e em demais gadgets.

O patrocinador de hoje é um portal de 'Download Games' deste mesmo tipo de jogos mas também permite jogar online na zona de Free Online Games. Dos gratuitos, às vendas, passando pelas demos, de tudo se pode encontrar, xadrês por exemplo: Play Chess Online.

INE: As linhas e as entrelinhas (actualizado)

A presidente do INE deu hoje uma extensa entrevista ao Jornal de Negócios. Cristalina é o adjectivo possível. Deixo-vos dois excertos que me parecem particularmente significativos:

"(…) Diz que a missão "core" do lNE é produzir e difundir estatísticas com qualidade. Mas é também missão do INE promover a literacia estatística. Dado o défice de análise existente em Portugal, não acha que deveria dar esse contributo à literacia?  
 
– Penso que essa não é essa a missão dos institutos de estatística. A análise compete a analistas. A nós compete-nos produzir boas estatísticas e explicar como as construímos e como as fazemos. Apesar disso, não fugimos a fazer análise e fazemos algumas, nomeadamente nos destaques. Mas há outros exemplos: as alterações introduzidas nos anuários estatísticos nos dois últimos anos são um exemplo de que o INE não foge à análise que deve fazer "à posteriori", depois da consolidação da informação.  
 
Há por vezes a ideia de que o INE poderia fazer mais, mas vive no Iimite de recursos. Se tivesse mais recursos faria diferente?  
 
– É preciso ter muita atenção quanto à missão dos institutos de estatística: não lhes compete fazer previsões, não lhes compete fazer análise económica. Compete-lhes sim dar estatísticas rigorosas para outros fazerem a análise.   (…)"

"Na revisão da nova lei de bases do sistema estatístico nacional não houve qualquer alteração na independência do INE face ao poder político, nomeadamente, mandatados superiores à legislação e impossibilidade de substituição da direcção. Porquê?    

– Para apresentar uma primeira versão deste projecto Lei ao Conselho Superior de Estatística, o INE desenvolveu um trabalho exaustivo na análise de muitos sistemas estatísticos ‑ europeus e não só. O modelo que foi apresentado ao Governo pelo CSE não se afasta significativamente de outros sistemas. No sentido que está a dizer há um caso ou dois.  
 
As duas últimas direcções do INE foram substituidas com as mudanças de Governo. Não acha que deve ser conferida estabilidade de gestão ao INE ? Não propôs nada nesse sentido?  
 
– Como disse foi feito um estudo comparativo entregue ao CSE. A opção do Conselho foi a constante na proposta apresentada ao Governo.  
 
Portanto a opção do CSE, da qual é vice‑presidente, é a de que não é central garantir essa independência?  
 
– O projecto‑Lei corresponde à proposta do Conselho…  (…)"

P.S.: Note-se que o CSE (Conselho superior de estatística) é presidido pelo Ministro da Tutela. Aliás, aqui fica a composição integral:

Presidente:                      Ministro da tutela do INE – Pedro Silva Pereira

Vice-Presidente:               Presidente do INE – Alda de Caetano Carvalho

Vogais:                       

 

 Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas

 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

 Ministério da Cultura

 Ministério da Defesa Nacional

 Ministério da Economia e Inovação

 Ministério da Educação

 Ministério da Justiça

 Ministério da Saúde

 Ministério das Finanças e da Administração Pública

 Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações

 Ministério do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional

 Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

 Ministério dos Negócios Estrangeiros

 Presidência do Conselho de Ministros

 União Geral de Trabalhadores

 Associação Nacional de Municípios Portugueses

 Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor – DECO

>  Banco de Portugal

 Confederação da Indústria Portuguesa

 Confederação do Comércio e Serviços de Portugal

 Confederação do Turismo Português

 Confederação dos Agricultores de Portugal

 Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional

 Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas

 Governo Regional da Madeira

 Governo Regional dos Açores

 Instituto Nacional de Estatística, I. P. – INE, I.P.

 Instituto Superior de Estatística e Gestão da Informação – ISEGI

 

O mundo imperfeito

Afinal, ainda cá volto. O melhor post do dia está aqui com a devida ilustração. E agora um roubo:

"O Dalai Lama ri às gargalhadas enquanto fala e caminha. As pessoas sérias, como o Papa, não dão gargalhadas: abençoam e rezam, e depois, abençoam e rezam. As gargalhadas autênticas e sonoras estão compreensivelmente reservadas aos anjos, aos loucos e às crianças; quero dizer, aos verdadeiros inquilinos do reino dos céus."

Isabela in O Mundo Perfeito

Minha nossa senhora do caravaggio que o homem desgraçou-se!

E mais não digo que já se adivinha todo o excesso de tinta que correrá sobre o caso. Vou ali ler um livrito. Até amanhã!

O diabo também está nos detalhes

" (…) O Governo deveria ser um pouco mais rigoroso com os princípios. Desde logo, com os princípios constitucionais; depois, com os princípios básicos do Partido Socialista. (…)"

Vital Moreira no Causa Nossa

Shalom; Salem

  • Começa hoje o ramadão (na maior parte do mundo muçulmano). 

Alguém conhece um blogue muçulmano (ou de um muçulmano) escrito em Portugal? Desde o encerramento já longínquo do Resistência Islâmica que não sei de nenhum.

"O cadáver do Homem de Negro tem muito futuro pela frente"

" (…) Nós, os que gostamos de ter os nossos heróis bem esquecidos pelo Mundo, temos de suportar demasiada unanimidade, homenagem e bajulação a um homem que merecia fechar os olhos em tranquilidade. (…)

Logo à segunda faixa do mais recente disco relembramos, todavia, a personalidade do real proprietário: “God’s Gonna Cut You Down” (em português de Portugal: “O Senhor vai limpar-te o sebo”). Já faziam falta aos topes fonográficos dois minutos e trinta e oito segundos de castigo divino. (…)

Esta é a flagrante tragédia da música popular do nosso tempo: nem a vitalidade para ser música do Demónio possui. No tempo de Johnny Cash a distância entre a Igreja e o Inferno era de um Mi para um Fá. Hoje um astro do Rock para ter sexo e drogas tem de advogar os direitos das criancinhas esfomeadas do Terceiro Mundo. O quotidiano das freiras católicas de Calcutá é mais perverso.
Por ter sempre ligado a sua música à sepultura a carreira de Johnny Cash foi de uma rara vitalidade. Uma espécie de recompensa para quem se comprometeu alegremente em viver enlutado. (…)"

Por Tiago Cavaco na Voz do Deserto (Ele que me perdoe tamanho cut and paste)

Qual a dose certa de realpolitik? Ai Timor… a vida custa

A jornalista Ana Suspiro hoje no DN sobre a visita do Dalai Lama: "China pode representar 20% ou 30% da carga do porto de Sines em 2009".