Circuladô

Senti uma alegria juvenil, de quem acredita no pai natal, quando hoje, volvidos anos e anos, me devolveram este Cd que tinha emprestado. Foi melhor do que ir comprá-lo de novo, melhor do que esperar por ele num dia de aniversário. Se tinha dúvidas de quanto valia Caetano quando o ouvi pela primeira vez, há dez anos perdi-as com esta colecção de músicas gravadas ao vivo.
E hoje o friozinho na coluna regressou com um avassalador Oceano de Djavan, com o embalo de Circuladô de fulô, com o grito dos Americanos.
Bem haja distante amiga. Sê feliz.