As palavras dos outros

Esta mulher pressentia que a sua morte seria um problema para a sociedade.

Assim se compreende que se tenha fechado em casa, com todas as portas trancadas com grandes trancas de madeira, que tenha fechado todas as portas interiores à chave, que tenha incendiado todos os cortinados dos quartos e se tenha deitado sossegadamente à espera da morte e da carbonização, para desaparecer deste mundo em cinzas.

Consta que um dia antes (como é habitual nos suicidas, procurarem alguma ajuda na véspera) foi encomendar-se a Fátima.

Eu vou dormir mergulhado na hipocrisia desta sociedade!
Miséria Humana ou Coisas Que Uma Certidão de Óbito Esconde
e

Último ponto: obviamente que se o Governo fosse consequente tinha que proibir também o “Gostas pouco gostasâ€? da SIC/Radical. E garantir que as quecas do BB permaneçam para todo o sempre debaixo do edredon onde têm tido lugar. Estão a ver o problema? A questão é sempre a mesma: quando se começa onde se acaba? O que vão proibir a seguir? Ou estamos a regressar aos tempos das grandes indignações de direita com o “Je vous salue Marieâ€? e com “O Império dos Sentidosâ€??
Isto é mais sério do que parece.