Categories
Lisboa

Esta Lisboa que eu amo!

1. Acordei ao som do chilrear de melros e pardais.

2. Quando subia a Alameda passei por um vendedor de pão que andava de porta em porta distribuindo as carcaças que transporta no cesto da bicicleta que tem pendurado no guiador.

3. Estou a trabalhar a 100 metros da Avenida da República e acabei de ouvir passar um amola-tesouras.

4. Falam-me de uma Lisboa escondida que ainda existe… Qual quê! Ela passa bem diante dos nossos olhos!

5. Infelizmente não dou mais uma hora até termos um belo smog no horizonte.

Você tem a certeza que não podia ter deixado o seu automóvel estacionado à porta de casa?

Categories
Lisboa

Lisboa e a nova taxa

A quente:
Uma taxa para circular na Baixa de Lisboa com o popózinho particular? Ena! Talvez seja boa ideia!

Espera aí… Não é uma taxa diária como em Londres? É uma taxa ANUAL?!

Categories
Lisboa

O sapateiro (act.II)

Tem mais de 90 anos e ainda trabalha.
Ao contrário de outros tem a companhia quase permanente da esposa na sua pequena oficina de 2 por 5. Ele contribui com a mão-de-obra, ela gere as contas, regista a propriedade dos sapatos, botas e afins. Um duo aparentemnte perfeito.
Algumas vezes (“Podia pôr-me um furo neste cinto?“) não quer cobrar nada… O Sr Manuel recebe o dinheiro com que pagamos como se fosse uma prenda dada a uma criança, algo inesperado e quase imerecido. É isso que me lembra naquele instante em que um sorriso lhe ilumina o rosto enrugado e habitualmente sisudo.
Ainda há uns quantos por aí, mas este é muito provavelmente o melhor sapateiro de Lisboa, quem o diz calça saltos altos, não sou eu…

Comentário da Giesta:
Eu também conheço o Sr. Manuel!!
É uma simpatia de velhote. Já tem calhado aparecer lá a saltitar porque estou com um sapato aleijado e a necessitar urgentemente dos préstimos do Sr. Manuel.
Numa das últimas vezes que lá fui e em que calhou não estar lá a mulher dele, que tinha ido ao banco, o Sr. Manuel, todo muito sorridente confessou que só tem pena de não ser mais novo. É que segundo ele, as mulheres são cada vez mais bonitas e ele ainda gostava de dar por aí umas voltinhas!!!
Viva a voz da experiência!

E um beijinho para o Sr. Manuel, o nosso sapateiro!

Categories
Lisboa

Lisboa – Cronologia de uma tragédia anunciada

A Gin que me perdoe o plágio:

“O Arquitecto Gonçalo Ribeiro Telles considera que os aluimentos que se têm dado em Lisboa vão continuar a acontecer porque resultam da “alteração dos lençóis freáticos provocados pelo excesso de construção e ao levantamento de paredes de betão em linhas de águaâ€?.
(…)
22 Novembro 2002 – aluimento do pavimento da Rua da Prata.

23 Novembro 2002 – abertura de uma cratera no passeio do Martim Moniz. Uma hora depois, novo aluimento na mesma zona, abre um buraco de 4 metros de diâmetro e 1,5 de profundidade.

25 Novembro 2002 – Abrem-se dois buracos na faixa esquerda da Rua do Ouro.

2 Dezembro – Rebentamento de uma conduta de água no cruzamento da Rua dos Fanqueiros com a Rua de Santa Justa.

20 Julho 2003 – Rebentamento de uma conduta de água na Maria Pia, que destruiu o asfalto e danificou o piso numa extensão de 70 metros.

9 Agosto 2003 – O pavimento da rua da Prata volta a ceder.

24 Novembro 2003 – Aparecimento de um buraco na Rua das Portas de Santo Antão.

25 Novembro 2003 – Abertura de um buraco com 40 metros de diâmetro em Campolide.”

Categories
Lisboa

Que luz espantosa

Há poucos instantes tirei os olhos do computador e fiquei siderado… Estou a olhar para o sol de costas para ele, apanhei-lhe apenas o reflexo nos prédios que estão virados para Monsanto… E que reflexo! Uma luz dourada intenssíssima que desapareceu em poucos segundos. Nunca tinha visto assim Lisboa. Parecia uma minhota carregada de ouro. Agora é já uma brasa que esmorece. Venham as luzes do Natal!