Banido no Facebook – a minha primeira vez foi com o Sporting Sítio de Apoio

Pois é, com os “cumprimentos” do Sporting Site de Apoio” fui banido de uma página do Facebook pela primeira vez. Será que foi porque chamei nomes aos jogadores do Sporting? Ao presidente? Ofendi outros participantes? Não, isso é mais ou menos o alimento habitual nos comentários da dita página.
Fui banido porque tive a ousadia de num comentário criticar o facto de, quando ultrapassaram os cerca de 45 mil fãs terem começado a impôr restrições de acesso (registo no sítio da página com e-mail obrigatório) e de terem enchido a dita de publicidade de forma ostensiva e, por vezes intrusiva (inscreva-se lá na mailing list comercial para ganharmos mais uns cobres, vá-la). Tau! BANIDO!

Ora comentários desses, aparentemente serão uma ameaça à galinha dos ovos de ouro em que suponho se terá tornado a popular página que agrega clipings dos jornais sobre o Sporting, recolhe opiniões de mais ou menos ilustres sportinguistas e serve de veículo mais ou menos assumido de uma facção de sportinguistas críticos da actual, anteriores e futuras direcções.
Mais do que o bom nome do sporting, o puro gozo da partilha clubistica e de alimentar a paixão, o que interessa é o negócio! Afinal isto das paixões (sejam elas futebolísticas, religiosas ou políticas) é pasto fértil para todos os oportunismos e espertalhões.
E o mais triste é que tudo isto (o aproveitamento comercial) até pode ser perfeitamente legítimo se transparente e assumido como tal. A reacção – Tau! Banido! – deixa-me contudo muito desconfiado e descrente da iniciativa que parecia muito meritória. O como fazer faz toda a diferença, como temos visto, por exemplo, na própria história do clube.
Pelo caminho fica a recordação de uma velha lição e a anotação de quem são os criativos empreendedores, o mais certo é um destes dias me/nos virem pedir o voto para subirem mais um degrau da ladeira do aproveitamento e da exploração de minha/nossa paixão clubista.
Em suma, isto de ter paixões é sempre uma belíssima oportunidade de negócios para os bons comerciais. É outra forma de se servirem do Sporting, mais nada. Adiante. Ah, amigos a quem recomendei a dita página, as minhas desculpas. E viva o Sporting 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.