Categories
Política

"Eu sou o estripador de Lisboa"

Se amanhã surgir por aí o autor dos três homicídios realizados há 15 anos na região de Lisboa, a justiça não lhe pode tocar.

Sou contra a pena de morte, tenho sérias reservas à prisão perpétua e fico igualmente chocado pela prescrição de crimes de sangue: em Portugal é de 15 anos*.

Um crime de homicídio nunca deveria prescrever, por princípio. 

* E a existir prescrição esta nunca deveria ser inferior à pena máxima aplicável pelo crime do homicídio que é de 25 anos. 

2 replies on “"Eu sou o estripador de Lisboa"”

Com a esperança de vida de 75 anos e a prescrição a 15 a 20 anos, pode-se matar, pelo menos, 2 vezes na vida e ficar impune, não importando quantos se mata de cada vez.
Realmente, comparado com a impunidade de alguns dos senhores da guerra, não é nada.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.