Unidose: nem 8 nem 80 mas alguma coisa, por favor

“(…) O deputado do PS Ventura Leite criticou hoje o atraso na aplicação da legislação que prevê a prescrição de medicamentos em unidose nas farmácias, considerando que a medida é urgente e pouparia ao Estado milhões de euros. (…) Ventura Leite, eleito pelo distrito de Setúbal, disse que irá entregar uma declaração de voto a justificar a sua abstenção, dizendo que “está em perfeita sintonia com o interesse nacional de que o país reduza a despesa em medicamentos” (…). O deputado socialista foi, juntamente com o deputado Jorge Almeida, autor de um projecto de resolução com o mesmo objectivo aprovado por unanimidade no ano passado. No entanto, explicou que só não votou a favor do diploma do CDS-PP por discordar “do método e do oportunismo do CDS-PP que ignoraram os antecedentes” da questão.

Quanto “ao conteúdo, que é o essencial para os portugueses”, Ventura Leite disse estar de acordo, frisando que “em 2005, Portugal consumiu per capita mais 20 euros em medicamentos que Espanha” e que esses valores podiam ser reduzidos se avançassem na prática as medidas já previstas na lei.”

Ainda há deputados que levam o seu trabalho a sério. Mais a sério do que o permitido pelas regras que os seus partidos lhes impõem.

in Público/Lusa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.