(Continuação)

Continuo e termino com as palavras de Miguel Gaspar, actual director interino do Diário de Notícias no Editorial de 18 de Fevereiro de 2007.

" (…) A Internet, porém, não tem resposta para tudo. A Rede será o maior arquivo do mundo, mas o texto que nela é escrito é inconstante e pode mudar a qualquer momento. Obsoleto como é, o jornal mantém esse valor de referência que é exclusivo do texto impresso. A televisão chega a muito mais pessoas do que a imprensa. Mas quantas vezes a notícia de que se alimenta não foi gerada na redacção de um jornal?

Tentar responder aos dilemas da imprensa no mundo multimedia não é fácil. Aliás, ninguém parece estar perto de conhecer a resposta. Talvez nos faça falta voltar ao exemplo de Woodfall e pensar que o bom jornalismo depende mais de uma boa ideia do que de uma boa tecnologia. E faz-nos falta o jornalismo, até para a sociedade não perder a memória."

1 thought on “

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.