Categories
Política

"Fazer do Palácio de S. Bento um edifício livre de fumo"

Não, não é mais uma campanha anti-tabágica… O fumo é outro, neste caso. A ideia é responsabilizar os nossos deputados, pondo as estatísticas e a Internet ao serviço da República. Sem necessidade de se recorrer ao INE neste caso. E de caminho acabar com alguma demagogia associada às ausências no parlamento…  António José Seguro sugere uma outra forma de cumprir com este requisito. Pegando na peça do Portugal Diário:

" A proposta de reforma do Parlamento apresentada esta quarta-feira pelo socialista António José Seguro prevê que os cidadãos possam consultar pela Internet as faltas dos deputados, respectivas justificações e os seus registos de interesses, escreve a Lusa.

«Fazer do Palácio de S. Bento um edifício livre de fumo», atribuir um gabinete individual e um assistente a cada deputado e torná-los a todos membros efectivos de uma comissão e suplentes noutra são outras medidas sugeridas.

(…) «Essa informação estatística por deputado, e por reunião, deve ser colocada, e actualizada, no sítio da Assembleia da República na Internet», permitindo aos deputados «explicar o motivo da ausência» e contribuindo «para a aproximação entre representantes e representados», lê-se no documento. "

In  Portugal Diário

Vamos lá ver no que é que isto dá. É que estas matérias em termos de receptividade no parlamento por vezes… Ainda assim, estas sugestões hão-de ser difíceis de rebater com argumentação de jeito. Digo eu… que a criatividade humana não é desprezível nestas como eu muitas outras matérias.

Adenda: o documento integral encontra-se aqui (via Causa Nossa

2 replies on “"Fazer do Palácio de S. Bento um edifício livre de fumo"”

Leave a Reply to » A reforma parlamentar Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.