Curiosidades

Entre as curiosas discussões políticas que me surpreenderam durante as mini-férias retive esta sugestão de uma professora de português (citando de cor):

Ninguém devia “ir para a política” em Portugal sem ler “As Viagens na Minha Terra” de Almeida Garrett, “A Queda de um Anjo” de Camilo Castelo Branco e “A Correspondência de Fradique Mendes” de Eça de Queiroz. E falo de política. Política pura. Não de literatura.