Hello world!

Welcome to WordPress. This is your first post. Edit or delete it, then start blogging!

Posted in Uncategorized | Leave a comment

O caneco está onde começa o arco-irís

O caneco está onde começa o arco-iris

No ano passado fomos brindados com uma cacimba teimosa que a espaços se combinava com o sol e nos oferecia mini arco-íris. Hoje, a chuva caia em aguaceiros, mais pesada e apenas no final dos 120 minutos, precisamente ao soar o apito final, já com a iluminação artificial ligada, surge o arco-íris esplendoroso dando a ilusão de ligar os dois topos do Estádio. É caso para dizer que o caneco está mesmo onde começa o arco-íris.
Eis uma meteorologia engraçada a acompanhar o palmarés do Sporting.
Sporting - Vencedor da Taça de Portugal 2007/2008 Uma curva belíssima

Sporting - Vencedor da Taça de Portugal 2007/2008 - Na tribunaUma equipa fantástica

Para a história das superstições pessoais junto os vários prenúncios: arranjei bilhete quando já não esperava e vi o talismã José Diogo Quintela no mesmo sítio nos dois anos, à entrada do estádio ;-)

Posted in Uncategorized | Leave a comment

O Francisco José Viegas é que a sabe toda…

Escrevia por aqui, com alguma azia mas com desportivismo* no ido 18 de Janeiro de 2008

“# # 1 Francisco J Viegas Says:
Janeiro 28th, 2008 at 11:0 e

Parabéns. Ponto. Jogaram e marcaram. Ponto. Lá nos vemos em Maio. Abraço.”

O amigo lá sabia, por artes que não domino, que haveriamos de nos “ver” no Jamor, em Maio. Secos. Dois. Vai buscar!

FC Porto - Taça de Portugal 2007/2008

FC Porto - Taça de Portugal 2007/2008

* Pegando numa rábula de hoje d’Os Contemporâneos eu diria que o adepto do Porto tem por regra muitas semelhanças com a Vanessa Fernandes. Há uma ligeira diferença, a Vanessa tem “falta de desportivismo” porque só sabe ganhar, os jesualdos andrades têm falta de desportivismo porque não sabem perder. O que é certo é que perante o topo Sul despido, ainda com a bola a rolar, lembrei-me de outros azuis hoje no final do jogo, dos de Belém. Que diferença…

Posted in Desporto | Leave a comment

Rumo ao Jamor

O ano passado a festa foi bonita e eu estive lá.
Sporting Vencedor da Taça de Portugal 2006/2007
Este é um hábito que não me importo de repetir e por isso… rumo ao Jamor e que ganhe o melhor em campo.

Hoje comemora-se o aniversário da morte de um adepto do Sporting precisamente no Estádio do Jamor numa final contra o Benfica. Que tenha sido a última.
Haja alegria.
Rola a bola!

Posted in Desporto | Leave a comment

Últimos artigos do Economia & Finanças

Em dia onde predominarão as notícias económicas ficam algumas sugestões de leitura para o que se tem esrito no Economia & Finanças nos últimos dias.

Crescimento económico desacelera bruscamente no 1º trimestre de 2008 (actualizado)

Inflação desacelera em Abril (actualizado)

O preço do petróleo vai continuar a aumentar

Os últimos cartuchos dos Estados desesperados com a fome


Centros Nacionais de Apoio aos Imigrantes

Quer cancelar a matrícula de um automóvel?

Posted in Economia | Leave a comment

Das Contemp Uranius

Este não é o pior programa da televisão portuguesa.

Posted in Mimos | Leave a comment

Eu sou do Zenith desde pequenino

Às vezes quem nos leva a melhr leva a nossa simpatia. Não foi assim com o Rangers este ano tiveram a exacta medida que mereciam assim como o Zenith. Russia rules in the UEFA CUP.

Posted in Desporto | Leave a comment

Ó chô guarda, atão sabia lá eu que não se podia andar a 200km/h na auto-estrada…

(…) Em declarações aos jornalistas, na venezuela, o primeiro-ministro diz que desconhecia que estava a violar a lei. José Sócrates adiantou ainda que decidiu deixar de fumar em definitivo, na sequência da polémica.(…)
“Quero fazer-vos uma declaração sobre o facto de ter fumado no avião. De facto fumei, com o ministro da Economia [Manuel Pinho] enquanto conversávamos, mas no convencimento de que se podia fumar, porque assim sempre aconteceu nas outras viagens anteriores”.

Sócrates referiu-se depois à possibilidade de esse acto ter constituído uma violação da lei.
“Estava convencido que não estava a violar nenhuma lei nem nenhum regulamento. Infelizmente há essa polémica em Portugal e eu quero lamentar essa polémica. Se por algum motivo violei algum regulamento, alguma lei, lamento e peço desculpa, não voltará acontecer”, declarou.

José Sócrates ao Público.
Fumogate, é bem Dom João Miranda ;-)

Posted in Política | Leave a comment

A lei do tabaco e o código da estrada

A lei do tabaco está para o cigarro do Primeiro-Ministro como o código da estrada está para o excesso de velocidade de tantos órgãos de soberania.

Posted in Política | Leave a comment

Lição para a TAP: Spin não faz quem quer, faz quem sabe

Parece que a bota do cigarro ali de baixo está a tentar ser descalçada pela TAP. ‘Tá mal, mais uns pregos para enterrar a credibilidade do primeiro-ministro e restantes prevaricadores e, já agora, para pôr em cheque a TAP. Diz-se que num vôo fretado, o cliente pode fazer o que quer… O sermão como se vê adiante foi mal encomendado.
Li atentamente a lei do tabaco e chego às mesmíssimas conclusões a que chega Romana Borja-Santos no jornal Público em “Apesar da total restrição nos voos comerciais TAP garante que nos voos fretados se pode fumar a pedido do cliente”.

“(…) O que diz a lei?
Segundo a nova Lei do Tabaco, que entrou em vigor a 1 de Janeiro, é proibido fumar “nos veículos afectos aos transportes públicos urbanos, suburbanos e interurbanos de passageiros, bem como nos transportes rodoviários, ferroviários, aéreos, marítimos e fluviais, nos serviços expressos, turísticos e de aluguer, nos táxis, ambulâncias veículos de transporte de doentes e teleféricos”.

Além disso, a lei exige que os locais onde é permitido fumar “estejam devidamente sinalizados, com afixação de dísticos em locais visíveis, sejam separados fisicamente das restantes instalações, ou disponham de dispositivo de ventilação, ou qualquer outro, desde que autónomo, que evite que o fumo se espalhe às áreas contíguas”. É ainda essencial que “seja garantida a ventilação directa para o exterior através de sistema de extracção de ar que proteja dos efeitos do fumo os trabalhadores e os clientes não fumadores”.

Por outro lado, “nas áreas de trabalho em permanência”, ou seja, nos locais onde os trabalhadores tenham de permanecer mais de 30 por cento do respectivo tempo diário de trabalho, também não se pode fumar. Entende-se por “local de trabalho todo o lugar onde o trabalhador se encontra e em que esteja, directa ou indirectamente, sujeito ao controlo do empregador”.”

Aguarda-se a seguir mais alguma desculpa esfarrapada quem sabe se da própria ASAE.

Posted in Política, Saúde | Leave a comment