Adufe 5.0

As armas do meu adufe não têm signo nem fronteira
Random Image

As armas do meu Adufe,
não têm signo nem fronteira.

Bem-vindo ao Adufe 5.0



PS: Nota final para preparar os dias seguintes

Sobre o discurso de ontem de António Costa, gostei da referência genérica a todo partido e compreendo não ter havido referência particular a Seguro. Fazê-lo exigiria entrar em níveis de hipocrisia que não acho saudáveis porque geradores de um momento claramente inverosímil para todos os que acompanharam a campanha (tendo ou não participado no ato eleitoral).
O discurso final de Seguro foi digno, sim senhor. Já o que fez e disse na campanha, nem de longe, nem de perto, e espero que uma das lições desta campanha para os próximos anos seja precisamente a de que há um caminho de confronto que não é curial nem proveitoso para quem o trilha. E que, no fundo, é profundamente indigno e destrutivo. Felizmente, provou-se, essencialmente, auto-destrutivo.
Dito isto, hoje é um novo dia, há que fazer para todos os que são militante, simpatizantes e eleitores potenciais e continuo a dizer o que dizia há meses em público e em privado: unido o PS pode ser o partido mais competente para governar o país. Como? Com todos os neurónios disponíveis, acarinhando a tarimba política (não sei AVANÇAR sem valorizar o saber acumulado e sem olhar com crítica CONSTRUTIVA sobre o passado coletivo) e combinando-a e equilibrando-a com a audácia dos que procuram além da ortodoxia nacional e internacional a reação sustentável a uma realidade complexa, que seja corretamente interpretada e publicamente exposta de forma a envolver todo o país.
Será por aqui que o PS poderá constituir-se como a melhor opção para os próximos governos do país, guiado pelo serviço aos interesses populares que desde sempre justificaram a sua existência e o seu papel na sociedade portuguesa.

Já temos um bom princípio…

O que fazer no dia 29 de setembro?

O que fazer no dia 29 de setembro?
Hoje acho que o atual SG do PS dará um péssimo PM. No dia 29 de setembro de 2014 não vou ter uma opinião diferente. Convenci-me disso durante estes últimos cerca de dois anos, não é propriamente algo que mude num estalar de dedos ou numa noite eleitoral. Se a convição não fosse tão forte, talvez o dia seguinte me fosse mais simples mas no caso, pessoalmente, há pouco a fazer.
Se a maioria dos militantes e simpatizantes do PS escolher aquele que acho será um péssimo PM para o país para concorrer às legislativas pelo meu partido tenho duas opções. Aceitar democraticamente a escolha e respeitar os estatutos do PS ou não aceitar e ir à minha vida. Em todo o caso garanto que manterei os níveis de hipocrisia em valores compatíveis com o meu amor próprio, de que esta breve prosa é aliás uma pública promessa. É simples. Qual é o drama?
Até lá há uma campanha pelo melhor para o país e para o PS em que faço questão de me envolver. Tenham uma boa semana!

Apelo à inscrição nas primárias a favor de um país inteiro

Seguro apela a inscrição nas primárias contra a corte de iluminados de Lisboa” Jornal de Negócios

 

Eu sou pela inscrição nas primárias a favor de um país inteiro. Para que a política suba de nível. O urbano iluminado que há em mim entende-se perfeitamente com a raiz rural que muito prezo, raizes lá de Penamacor, vejam bem.
Eu vivo numa tensão pacífica e, espero (procuro), profícua. E tu? És do contra? Para termos alguém a colocar portugueses contra portugueses podemos deixar ficar o governo que lá está.

Como participar nas primárias do PS? – I

Quer participar nas primárias do PS e ter uma palavra a dizer, desde já, sobre aquele que poderá vir a ser o próximo primeiro ministro de Portugal? Inscreva-se neste sítio e inclua o seu nome nos cadernos eleitorais que vão dar-lhe direito de voto, permitindo a eleição nacional a realizar no próximo dia 28 de setembro. Não precisa ser militante do PS. Desde que se reveja a declaração de princípios do PS e, naturalmente, não esteja comprometido enquanto militante com outro partido, participe.

https://www.psprimarias2014.pt/

Além do compromisso para co ma democracia , estas sãos as declarações que se lhe exigem para garantir o sucesso destas primárias:

Declaro que pretendo inscrever-me como simpatizante no processo eleitoral de designação do candidato do Partido Socialista ao exercício do cargo de Primeiro-Ministro, cujo sufrágio terá lugar no dia 28 de Setembro de 2014, concordando com a inclusão do meu nome e outros dados pessoais nos cadernos eleitorais.

Declaro que concordo integralmente com a Declaração de Princípios do Partido Socialista aprovada pelo XIII Congresso do PS em Novembro de 2002 e que não me encontro filiado em qualquer outro partido político.

Autorizo que os dados pessoais constantes da presente ficha de inscrição sejam fornecidos às candidaturas para efeitos de envio de comunicações de natureza política no âmbito do processo eleitoral de designação do candidato do Partido Socialista ao exercício do cargo de Primeiro-Ministro

 

Princípios Gerais das Eleições Primárias no PS

Veja aqui os Princípios Gerais das Primárias  no PS.

O fundamental está ainda por definr e convem que o seja feito com o máximo de competência e visibilidade. O regulamento eleitoral e a sua implementação será crítico para evitar confusões enormes mais adiante.