Adufe 5.0

As armas do meu adufe não têm signo nem fronteira
Random Image

As armas do meu Adufe,
não têm signo nem fronteira.

Bem-vindo ao Adufe 5.0



Sporting: saudades do futuro

Sporting 2011/2012: marcou mais golos que nas últimos quatro épocas;  sofreu menos golos em casa que nas últimas quatro épocas. Fez mais 11 pontos que nas últimas duas épocas mas não fez o melhor resultado classificativo das últimas quatro épocas.

Encheu o estádio como nunca o havia feito desde que mudou para a casa nova em 2003/04 e terá tido melhores assistências do que o campeão. Chegou à sua 5ª meia-final europeia. Poderá conquistar a sua 16 Taça de Portugal voltando a apanhar o palmarés do FCPorto nessa competição.

Em suma, voltou a jogar à bola e pôs os adeptos com saudades imensas do futuro.

P.S.: O Sporting juntou mais um titulo de campeão nacional de juniores aos 5 que já tinha: 6 em 8 possíveis.

Regresso à vibração nacional de futebol

Já não me lembro da penúltima vez que vibrei com a selecção nacional de futebol. Terá sido no penúltimo mundial? Hoje a primeira parte de luxo da selecção reconciliou-me. Obrigado malta estupidamente bem paga com que inacreditavelmente quase todos nos identificamos. Obrigado Paulo Bento.

Cristiano Ronaldo marcou um dos golos mais esfrangalhantes da sua carreira. Infelizmente o árbitro não validou.

Noite perfeita

De vez em quando há noites assim. Um tipo vai à bola confiante apenas que cada jogo é um jogo levando um pouco de sal, emprestado por outra noite recente que pelo brilho vinha destoando da tragédia instalada.
Mais uma vez tive o prazer de ver o Sporting fazer um grande jogo contra o Porto, devolvendo sem apelo uma humilhação recente. Lá cheguei aos dois metros e meio por três vezes pulando na bancada, enchi o olho com uma noite perfeita de bom futebol.
Yannick, Ismailov, Veloso. Três sem resposta. Vai buscar.

P.S.: Ia jurar que ouvi uns quantos beatos rezando Di Marias ao seu Bom Jesus. Desconfio que o Leão gosta mais do de Braga. Veremos que resposta conseguiremos dar daqui a umas semanas na “Catedral” do milhano. Faço figas por um Sporting à Capella, erguendo-se do meio da fanfarra e espantando a passarada.