Adufe 5.0

As armas do meu adufe não têm signo nem fronteira
Random Image

As armas do meu Adufe,
não têm signo nem fronteira.

Bem-vindo ao Adufe 5.0


Archive for the ‘Desporto’


Moutinho no FC Porto – comunicado para mais tarde recordar

SPORTING – SOCIEDADE DESPORTIVA DE FUTEBOL, SAD
Sociedade Aberta
Capital Social: 42 000 000 euros Capital Próprio: (15 981 000) euros
Sede Social: Estádio José Alvalade – Rua Professor Fernando da Fonseca , Lisboa
Matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa e
Pessoa Colectiva nº 503 99 44 99
COMUNICADO
Nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que
decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores
Mobiliários, a SPORTING – Sociedade Desportiva de Futebol, SAD,
(Sporting SAD) vem informar ter chegado a acordo com a Futebol Clube do
Porto – Futebol, SAD (Porto SAD) para a cedência definitiva dos direitos
desportivos do jogador João Moutinho pelo montante de € 11.000.000,00,
ficando esta Sociedade com o direito a receber 25% da mais-valia que se
venha a verificar numa futura cedência do jogador da Porto, SAD para um
terceiro clube, por valor superior a € 11.000.000,00.
Como contrapartida adicional, a Porto, SAD cedeu a favor da Sporting,
SAD, a título definitivo os direitos desportivos do jogador Nuno André
Coelho, mantendo na sua titularidade 50% dos respectivos direitos
económicos.
A Sporting, SAD e o jogador Nuno André Coelho celebraram contrato de
trabalho desportivo válido até 30 de Junho de 2014, tendo sido fixada
cláusula de rescisão de € 30.000.000,00.
Lisboa, 4 de Julho de 2010
O Conselho de Administração

Noite perfeita

De vez em quando há noites assim. Um tipo vai à bola confiante apenas que cada jogo é um jogo levando um pouco de sal, emprestado por outra noite recente que pelo brilho vinha destoando da tragédia instalada.
Mais uma vez tive o prazer de ver o Sporting fazer um grande jogo contra o Porto, devolvendo sem apelo uma humilhação recente. Lá cheguei aos dois metros e meio por três vezes pulando na bancada, enchi o olho com uma noite perfeita de bom futebol.
Yannick, Ismailov, Veloso. Três sem resposta. Vai buscar.

P.S.: Ia jurar que ouvi uns quantos beatos rezando Di Marias ao seu Bom Jesus. Desconfio que o Leão gosta mais do de Braga. Veremos que resposta conseguiremos dar daqui a umas semanas na “Catedral” do milhano. Faço figas por um Sporting à Capella, erguendo-se do meio da fanfarra e espantando a passarada.

E se o Sporting voltasse ao Barreiro?

No dia em que o Sporting e o Pinhalnovense avança para os quartos de final da Taça recordo esta belíssima festa sucedida vai para 3 anos no Barreiro. Foi o exemplo do que pode ser (mas cada vez menos é) a festa do futebol.

Que não seja preciso levar 7 a 1 do Benfica (actualizado)

A 27ª vida de Paulo Bento tarda em aparecer. Há jogadores que nunca voltarão a render com Paulo Bento como técnico. Não sou ingrato, os 4 anos como treinador não envergonham o historial recente do Sporting mas é tempo de preparar o dia seguinte.
Mudar a equipa de gestão do futebol e começar a repensar a equipa de futebol. Há-de ser possível fazer melhor mesmo sem mais milhões. Ainda temos muito a perder e muito a ganhar. É preciso reencontrar a esperança e voltar a ver jogar algo que se pareça com 90 minutos seguidos de futebol (jogados pelo Sporting), pelo menos de vez em quando.
No Domingo, como sempre, irei a Alvalade, será preciso levar a coberta da cama?

Na badana do livro…

Na badana do livro lê-se a mini-biografia do escritor que viajou de Buenos Aires para Genebra e de lá regressou tendo depois tornado e repetido como um pêndulo passagens para a Europa e para a Argentina natal, numa era em que ser viajado implicava passar um quarto da vida na viagem.

Com mais ou menos enjoo não fazemos outra coisa. La Mar ou El Mar…Que benefício para a poesia poder mudar-lhe o sexo sem desagrados.
E ao intervalo o Uruguai empata com a Argentina. Quem rumará ao Sul?

Rio de Janeiro: that toddling town

Há alguns anos estive em Trieste na noite em que se escolheu a seguinte capital europeia da cultura que veio a ser Saragoça 2008. Hoje recordei a desilusão na cidade quando vi a alegria que rebentou há poucas horas no Rio de Janeiro.
Temos festa em português em 2016. Faço votos de que o Brasil e o Rio de Janeiro consigam surpreender pela positiva. E vão conseguir connosco a ajudar se assim o entenderem 🙂

Da bola 2009/2010

Finalmente, o Sporting apareceu com dignidade, respeitando o seu lema. É certo que falta ainda glória mas é muito bom sentir que há uma tendência que reforça a esperança do adepto. Na “superior norte”, a meio da encosta da Serra de Montemuro, o golo de Miguel Veloso permitiu num pulo mais empenhado, espreitar um pouco mais do prateado do Paiva que corre com toda a tranquilidade, lá em baixo.

Farewell, Sir Bobby Robson, a truly special one

Bobby Robson died today but he left with all sports fans that knew is work a huge example: it is possible to be both decent and competent in soccer.
I’m a bit sad by knowing that probably my club (Sporting Club of Portugal) was one of the few that didn’t treat Bobby Robson as he deserved. We now know what a huge mistake we made and are committed not to repeat again.
He was just a guy that loved to play and to coach. But he is also one that will be missed by many, and that is not for all. He was indeed a special one.

My last and humble compliment.
See alos in portuguese: “A morte de um cavalheiro. Robert William Robson, 1933-2009.”

Campeões e vice-campeões – o duplo tetra

Liedson da Silva MunizMais um ano particularmente bizarro, mais um ano em que Paulo Bento foi bestial, besta e de novo bestial. Mais um ano em que não fomos além do segundo. Mais um ano em que a moça cá de casa é campeã, mais um ano em que o Sporting se afirma como tendo melhor futebol, melhor gestão e melhores resultados que o eterno rival. Com justiça o Porto será campeão. Com justiça o Sporting é segundo. Provavelmente acabaremos por garantir o 3º lugar ao Benfica vencendo (FC Porto e Sporting) ao Nacional da Madeira. E assim o Benfica poderá voltar a dizer que ficou em 3º lugar, melhorando claramente o registo do ano passado, agora com floreado e muita cerveja.
Este ano confirmou-se uma lenda na história do Sporting, talvez a primeira que pude acompanhar regularmente em carne e osso:
Liedson da Silva Muniz, o melhor jogador a jogar futebol em Portugal.

Até morrer Sporting, Allez!

Pronto, agora que já passaram dois dias e que já contei um milhão de vezes até 10, vou falar da final da taça da liga. A tal que entrou para o palmarés do Benfica, a tal que daqui a 100 anos, acreditam, ninguém se lembrará [que existiu] como foi ganha.

Bom, então é assim. O árbitro do encontro foi um grandessíssimo filho de um Baptista. Um Lucílio que apetece mandar ir apanhar no Baptista. Um…dois…três…dez.

Ontem, conta-me uma insuspeita portista, num final da missa domingueira numa paróquia no centro de Lisboa, o senhor padre rematou a função com o habitual “Ide em Paz e que Deus vos acompanhe“, ao qual acrescentou algo nos seguintes termos: “Aproveito ainda para vos anunciar que, enquanto for responsável por esta paróquia, não faço intenções de baptizar nenhum menino chamado Lucílio. Queiram dispor para tais propósitos de uma paróquia vizinha.Amen.
ADENDA: Mas onde é que o Diário IOL “Padre em Lisboa recusa baptizar crianças com nome «Lucílio»” foi buscar esta história?
E o Público, onde foi? Hum, Hum? “Padre em Lisboa recusa baptizar meninos com nome Lucílio“.
Só tenho pena que seja mais fácil esta história engraçada chegar aos media do que qualquer um destes singelos e tantas vezes avisados comunicados. Não vende… Enfim, vamos à missa? À Igreja do Rato naturalmente. Ah, já agora convem sublinhar que o Padre estava a brincar, BRINCAR.