Ambiente: das palavras aos actos

No editorial de ontem do Jornal de Negócios, João Cândido da Silva faz uma cobrança incómoda mas oportuna, abordando o incumprimento do protocolo de Quioto pelos Estados Unidos de Portugal.

“(…)Mas muitos dos que assumiram compromissos de redução das emissões de gases nocivos para o ambiente conseguiram fazer muito pior.
Aceitaram subscrever as metas negociadas no âmbito daquele acordo, mas esqueceram-se de as cumprir. Preferiram valorizar uma imagem politicamente correcta, ainda que à custa de fazer promessas públicas com reserva mental.
Portugal não é o único país que se inclui neste grupo. Mas é um dos que apresentam desempenhos mais longínquos em relação aos objectivos assumidos. (…)”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.