Categories
Blogologia Economia

Um problema de etiqueta ou uma "conspiração" dos media?

A ler "Sócrates, a Wikipedia, os Jornais e aquela coisa… o blog" no Marketing de Busca.

Há anos que os media lusos se recusam a linkar as suas fontes na blogoesfera. No Marketing de Busca faz-se um estudo de caso com uma notícia recente e perante a evidência sugere-se uma reacção dos blogues:

"(…) Daí que eu formule uma modesta proposta: vamos, nós bloggers, pagar-lhes na mesma moeda: ao citar os meios de comunicação online vamos inutilizar os links que lhes oferecemos. Como? Através desta simples tag nos links:
rel="nollow"
Exemplo:
< a xhref="http://site.pt" rel="nofollow" target="_blank" >Noticia< /a>
(para efeitos de publicação foram colocados espaços depois e antes dos sinais de menor e maior, respectivamente.)

O nofollow, que é utilizado na maioria dos comentários dos blogs, inutiliza os links nos motores de busca. Os motores de busca contam links como votos editoriais susceptíveis de influenciar o posicionamento das páginas nos resultados, excepto se o link incluir a tag nofollow. Dessa forma, ao ligar uma notícia num jornal, estamos a dar crédito ao autor, a fornecer valor aos visitantes e a negar ao site o nosso voto editorial para os motores de busca."

Por aqui, e particularmente no Economia & Finanças, tenho sido generoso com os links para a imprensa. Ainda que haja já quem me pague para pôr links nos blogues como podem verificar nos "Artigos Patrocinados" que aqui surgiram. Ora se os media não são capazes de reciprocidade porque é que não devo reagir como sugere o António? Será uma questão de amor-próprio. Provavelmente agirei de forma diferenciada com os diversos media de acordo com a política de referenciação de fontes de cada um, mas vou pensar seriamente na sugestão do António.

One reply on “Um problema de etiqueta ou uma "conspiração" dos media?”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.