Barrancos revisitado?

Ela: Ainda não percebi o que se passou em Silves com a GNR.

Ele: Ora! Silves é no Alentejo, não é?

Ela: Ó homem, Silves fica no Algarve!

Ele: É quase a mesma coisa. A GNR abaixo do Tejo sofre de um famoso síndrome, um antiquíssimo.

Ela: O que é que aí vem agora…

Ele: A GNR sofre do síndrome barranquenho. Lembras-te de Barrancos e dos touros de morte, certo? Pronto, está tudo explicado. Em Silves tivemos mais do mesmo. A militância pro-ecologista tem uma longa tradição quase universal de desrespeitar a propriedade alheia para sublinhar pontos de vista. Há que preservar a tradição, como em Barrancos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.