Categories
Lisboa Política

Pragmatismo para Lisboa

" (…) Helena Roseta, que quis discutir com Sócrates o posicionamento do PS face ao futuro da cidade e apanhou com o silêncio do lider socialista. Entregou o cartão e apresentou-se como independente. Espero encontrar a sua lista de assinaturas pelo caminho. É um bom exemplo. É um bom exemplo de como deve ser a política. Como também o é António Costa, de que se começa a falar. O importante é que Lisboa tem eleições à vista. E haverá que ter o pragmatismo necessário para sentar socialistas, comunistas e independentes a uma reunião de trabalho para que possam voltar a pensar juntos num programa para Lisboa. A cidade já perdeu muito tempo com o culto da personalização. "

JPN in Respirar o Mesmo Ar

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.