Categories
Ciência e Tecnologia Mimos

Meteorologia é cultura

Ligar ao tempo sem a fleuma britânica, "apenas" com a flama latina. É isso que tenho notado em crescendo nos últimos meses; vá lá, nos últimos anos.

Proliferam os alertas multicoloridos, as inquirições junto da protecção civil e do instituto de meteorologia. Ainda a coisa não aqueceu nem arrefeceu verdadeiramente e já vivemos na psicose do tempo meteorológico, condicionados por notícias que avisam para dias em que no fundo, no fundo, se prevê que o tempo seja aquilo que se esperaria dele nesta altura do ano.

Não consigo deixar de pensar que há muitas formas de terror. E esta, é também uma delas. De tal  modo eficaz que desconfio haja quem consiga não parar de bater o dente ainda que passe o dia inteiro, os dias inteiros, numa sala com temperatura média a rondar os 20º.

And yet… talvez noutro enfoque, o tempo devesse mesmo ser tema para notícia. 

Caro leitor, aqueça-se: por exemplo, vá chamar nomes a este salafrário que nos goza em directo de Porto Galinhas.

2 replies on “Meteorologia é cultura”

Não entendo
Ainda agora saí da praia e a água continuava a 30º
Um exagero do salafrário
🙂
Mas no ar condicinado do bar da praia a coisa compoem-se.
Um abraço aqui das terras das Galinhas em Vera Cruz

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.