Categories
Mimos Poesia e Música

Naquela relvinha, naquela lameira

Antes:

 

Levante-se lá, senhora

Desse banco de cortiça;

Venha-nos dar as Janeiras,

Ou de carne, ou de chouriça.

Agora: 

Espante-se lá, leitor

Na sua poltrona china;

Venha-nos dar as Janeiras

Com a sua prosa fina.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.