Categories
Política

Futuro preâmbulo da constituição dedicado ao legislador em causa própria

Worry not on what you should be doing to respect the law, worry instead on what you should pay for the fouls that you will surely commit.

Eis o futuro preâmbulo da constituição portuguesa num parágrafo dedicado ao legislador. Em suma, caro Luís, daqui a uns anos talvez chegue a ser de jure, para já é "apenas" de facto. É este o espírito dos fazedores de leis que se deduz dos exemplos que temos.

Eis como entendo a coisa em frases curtas para não fugir ao essencial.
  • A desfaçatez é a falta de respeito pela lei.
  • A desfaçatez tem grau, tal como o respeito pela lei.
  • As consequências para a solidez da democracia da desfaçatez dos partidos-legisladores não são as mesmas que as provocadas pela desfaçatez do cidadão comum.
  • Os primeiros representam e são eleitos como exemplo dos segundos.
  • Os segundos crê-se que tenham entre eles algumas ovelhas negras que justificamem boa medida o trabalho dos primeiros.
  • Os primeiros não podem aprovar a penitência em causa própria demonstrando que pouco fazem para cumprir a lei e esperar que a absolvição venham por automatismo com a conta a cobrar enviada pelo tribunal.
  • A penalização política costuma fazer-se por via da voto, mas o que fazer, caro Luís, quando fica demonstrado que ninguém se preocupou em ficar limpo, em dar o exemplo, em respeitar rigorosamente a nova lei.
Eu acho que é com "coisas" destas que pomos em risco o nosso regime actual.
 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.