A guerra

Estando de fora – e nós temos estado quase sempre de fora – há um bom pedaço de ingenuidade que permanece, que, só se deixarmos, perderemos, por camadas.

O que pode um ignorante, um ingénuo, sem sangrar, perante quem tem sempre outra ameaça e outro ódio escondido por detrás do seu olhar?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.