Categories
Economia Política

Upa, upa, mas pouquinho

No Comércio é a olho, nos Consumidores e nos Serviços vê-se com óculos,  na Construção precisamos da lupa e na Indústria só ao microscópio, mas o que é certo é que, recorrendo a todos estes instrumentos de óptica, pela primeira vez em muitos meses temos todos os indicadores de confiança a não piorarem face ao mês anterior. Como interpretar isto? É demasiado cedo para deitar foguetes .

Um velhaco que tenho aqui ao lado diz-me que é o efeito Cavaco Silva que tem realizado um belíssimo mandato até ao momento.

Detalhes no INE

3 replies on “Upa, upa, mas pouquinho”

Eu acho que o fenómeno se explica mais via multiplicação de discursos-injeccções de investimento feitos pelo Socrates em Fevereiro!
Via Cavaco, era partir do presuposto que os portugueses eram demasiado estupidos (já que ele não pode fazer grande coisa)…

Olá Ana aí de cima. Hoje acho que há outro desses megaeventos auto-promocionais de inflatores de confiança… Quanto ao efeito Cavaco (era ironia!) esperemos pelos próximos meses com o homem a dar que falar para ver como param as modas. O homem promete uma megatomada de posse. Queres ver que vamos ter uma rivalidade de mega-eventos entre PM e PR? 🙂

Comments are closed.