Masturbação pseudo-económica

Diverto-me a ler não só Luís Delgado, mas também Ribeiro e Castro; divirto-me com uma hipótese simplista, uma hipótese que tem de partir do princípio de que tudo o que João Cesar das Neves aqui escreveu é um puro disparate. Vamos assumir que os governos respondem directa e imediatamente pelo PIB… A ser assim, e tendo o PS tomado posse a 10 (ou 11 ) de Março de 2005, só é responsável pelo PIB de cerca de 20 dias do 1º trimestre, mais o resto do ano… Quanto cresceu o PIB nesse período face a igual período do ano anterior?

0,42954% É verdade. Exactamente 0,42954%. Pois é, mais 27,9% do que os 0,33584% divulgados a semana passada pelo INE…

Mas se calhar já temos que descontar o efeito Cavaco Silva, que antes de o ser, já o era como afirma Ribeiro e Castro.

Está um dia lindíssimo, não acham?

2 thoughts on “Masturbação pseudo-económica

  1. Kaos

    Já antes tinha ouvido o mandatario nacional do Cavaco, Lobo Antunes, defender que o país estava melhorou imenso depois das eleições presidencias devido ao Cavaco. Antes de o ser já o era. A partir de agora tudo o que correr bem é da responsabilidade do Presidente e todo o mal do governo. Cómico é que vai haver quem acredite nisso, trágico que haja quem o diga.

Comments are closed.