Ota sim! 7º capítulo

Verso:

Na Ota o combóio dedicado demorará 30 minutos a chegar a Entrecampos (47 km). Em Rio Frio teria de se construir uma nova ponte. Sem ela a viagem teria de se fazer pela 25 de Abril e o percurso até Entrecampos (51 km) demoraria 45 minutos "pela impossibilidade de utilização de comboios rápidos".

Reverso:

Mas não vamos construir a ponte para o TGV chegar a Madrid? Quanto demoraria (e custaria) se se fizesse um shuttle para Rio Frio? E já agora por onde vai passar a linha que há-de vir da Ota?  Pela ultra saturada linha do Norte (na entrada de Lisboa)?

Virgílio Poltronas 

3 thoughts on “Ota sim! 7º capítulo

  1. odete pinto

    Su ignorante na matéria mas, pelas informações que tenho lido, Rio Frio seria liminarmente rejeitado pela U.E., logo não havia fundos europeus, devido a causas ambientais.

  2. Rui MCB

    Talvez sim, Odete. Talvez não. Para se fazer a vasco da gama foi complicado, mas fez-se. Como será com a Ota?
    Imagine agora que de facto o tráfego aumenta de acordo com as previsões da simulação que aponta para a saturação da Portela em +/- 2015. Imagine que esse ritmo se mantem e de facto a Ota também satura em 2039. Nesse ano temos que já ter outro Aeroporto feito. Fecha-se a Ota? è possível alarga-la? E se a Portela continuar a operar? Será que a médio prazo fazer a Ota e manter a portela é um bom negócio? Como se financiará a Ota? Vende-se a Ana? O que os tipos do banco efisa dizem (cobrar € por passageiro da portela) é mesmo o plano de financiamento? QUem assume o risco caso as projecções de crescimento de tráfego saiam todas furadas a a Ota fique a patinar? O Estado? Os privados? Em que proporções? Eu não sou nem contra nem a favor da Ota. Simplesmente gostaria de estar convencido que o governo sabe o que está a fazer e pelos níveis de ignorância que detecto em áreas chave a falta de uma visão estratégica, integrada, mas também a falta de visão táctica, operacional parece-me assustadora. Assim em jeito de tem de ser por isso tudo ao molhjo e fé em deus. Quem vier atrás que feche a porta… DIsso já eu estou fartinho. Todo este investimento tinha que estar planificado ao milímetro. Só assim se poderia minimizar o risco enorme inevitávelmente associado a este tipo de investimentos.

  3. Sérgio

    A propósito de viagens suburbanas na linha do norte, o tempo de viagem entre Alverca e Entrecampos é, num comboio que suprime as estações de Chelas e Marvila, de 27 minutos (à tabela, fora os atrasos). Este comboio costuma estar parado à entrada da estação Roma/Areeiro 3 a 4 minutos por causa dos comboios da linha de Sintra.
    Quem propõem usar a linha do norte para o shuttle não sabe o que é andar de comboio nesta linha. E já não falo no estrangulamento que existe em Alhandra por causa da Cimpor ou no caso do centro de Vila Franca de Xira. É que a REFER há mais de 10 anos que não consegue resolver estes casos…

Comments are closed.