Benquerença, a Ciberaldeia

Lembram-se destas notícias/post “A Aldeia que não cruza os braços I e II” sobre a Benquerença? Eis mais detalhes a que cheguei através de uma dica do Sérgio (Obrigado).

No número de Março da Exame Informática (nº 117), um Especial sobre “Benquerença, A Ciberaldeia”.

“Na Beira Interior, encontra-se a primeira aldeia wireless de Portugal. O projecto chama-se Ciberzonne e conjuga Wi-Fi e satélites.

Benquerença é uma aldeia típica beirã, com um amontoado de casas de xisto e ceifeiras de xailes pretos que passeiam em redor da igreja matriz. Só nas imediações da junta freguesia é possível verificar que o tempo não parou, nesta aldeia do concelho de Penamacor.

Junto ao telhado da edilidade, encontram-se duas antenas: uma parabólica e outra que parece um receptor rádio de automóvel gigante. A primeira estabelece comunicações com os satélites EutelSat e a segunda fornece Net de banda larga a 70% da aldeia, em wireless. Ambas tornaram Benquerença na primeira aldeia wireless de Portugal e ambas foram instaladas pelo Ciberzonne, ISP que está a apostar na distribuição de banda larga em locais remotos, onde não há cabo ou ADSL.

«Pretendemos expandir esta rede, através de círculos ou anéis, mas podemos ir para locais mais longínquos, no caso de haver, pelo menos, 15 a 20 utilizadores interessados numa determinada localidade. Com esta procura, já se torna viável fornecer banda larga numa aldeia», explica João Figueira, administrador da Realto, empresa que juntamente com a Novas Tecnologias e a Open Source Systems gere o ISP Ciberzonne. (…)”
Mais detalhes… é comprar a revista.