Afinal já não chegamos aos Açores

Ossos do ofício, ou melhor, alguns pontos de contacto com a tese de mestrado que tenho pendurada aguardando marcação da defesa, fui espreitar com mais detalhe o estudo do Instituto de Segurança Social relativo a pobreza e exclusão social (“Tipificação das Situações de Exclusão Social Territorializada”) publicitado recentemente por vários órgãos de comunicação social. Confesso, fiquei algo surpreso com a apresentação que dele é feita no próprio sítio na internet onde está divulgado. Ora leiam lá isto:

“O Instituto da Segurança Social, I.P. elaborou o Estudo Tipificação das Situações de Exclusão em Portugal Continental, âmbito do Programa Rede Social, com o objectivo central de sistematizar a informação estatística disponível, com vista à tipificação das situações de pobreza e exclusão social a nível do território de Portugal continental. Pretende-se, pois, abarcar a diversidade do território nacional, no que concerne às diferentes formas de manifestação de situações de pobreza e exclusão e à sua incidência por tipo de território em termos das suas características mais rurais ou urbanas.”

Onde estão as ilhas meus senhores? Açores, Madeira… “Abarcar a diversidade do território nacional“? Porquê esta truncagem? E logo no estudo de um fenómeno onde há todo o interesse em ter uma boa imagem dos Açores e da Madeira (porque historicamente têm tido problemas graves nesta matéria).
Falta de dados? Essa não cola meus amigos… O e-mail está ao dispôr e a informação é pública e gratuita, é só passar pela página do INE (pesquisa por unidade territorial).

2 thoughts on “Afinal já não chegamos aos Açores

Comments are closed.