A histórias que escorrem para o blogue…

” (…) E no entanto, quando escrevo é para tentar habitar a minha própria solidão mesmo que cada vez mais interrogue o direito a convocar histórias e quotidianos alheios que nenhuma procuração passaram para tal.”
in Ânimo

(O Adufe emitindo do Barreiro)