Categories
Palavras dos Outros

Sem tempo para escrita, sublinho três sugestões da vizinhança

EUA – diz-nos o Paulo que é melhor não encher muito o balão:
“(…)Assim, pelos menos para já, confirmam-se as previsões de que, do ponto de vista substantivo, a política externa de John Kerry não será muito diferente da política externa de George W. Bush.
Aparentemente, o que irá mudar são as — más — maneiras de estar à mesa, o que, refira-se, não é um pormenor irrelevante…”

in Bloguítica

Casa Pia – o João constata a figura das áspas pairando sobre a palavra justiça:
“(…)Dizem os jornalistas que, mas então, não foram três os não pronunciamentos.
Responde o advogado [das vítimas de abusos sexuais] que o tal do arqueólogo subaquático é irrelevante para este caso. E depois desata em considerações sobre Paulo Pedroso.
Moral da história: de facto, uns são mais iguais que outros.
Segunda moral da história: alguém andou à cata de famosos.
Rectificação da segunda moral da história: alguém andou à cata de uns famosos muito específicos.
Resumo imoral desta história: a justiça não é cega.”

in Terras do Nunca

Criança – A Vertigem conta-nos como fez uma pequena diferença:
“(…) Durante vários anos, através da Plan International, fui uma foster mother de um menino na Tailândia. Era o Lihkit e escrevia-me cartas todos os seis meses. Eu mandava-lhe postais e autocolantes e ele mandava-me desenhos e fotografias dele, da irmã e da avó, com quem vivia. Os pais (mais novos que eu) eram trabalhadores sazonaise não viviam na aldeia.
A meia dúzia de dólares que lhe enviava todos os meses dobrava o orçamento familiar. O dinheiro dos foster parents, que as crianças da aldeia recebiam, era gerido em bolo, para melhoramentos globais.
Se calhar sou uma lírica: não podendo mudar o mundo, penso que se pode fazer um bocadinho. “
in Um dia destes…

3 replies on “Sem tempo para escrita, sublinho três sugestões da vizinhança”

Comments are closed.