Vagabundos de nós:

Interpretações irrepreensíveis, encenação eficaz, texto cheio de clichés muito adequado a meados da década de 80 ou a uma sociedade onde os clichés ainda tenham um papel a cumprir … será o caso? A ver. No Maria Matos às 21h00.

Por várias vezes me lembrei do casal de homossexuais em Sete Palmos de Terra… Que distância meus amigos, mas é apenas a primeira peça de Daniel Sampaio num país quase sem escritores de teatro. O hábito de aplaudir de pé tudo o que seja bonzinho em palco é que é um pouco irritante… Somos mesmo uma sociedade onde os clichés ainda têm um papel a cumprir, está visto.

1 thought on “Vagabundos de nós:

  1. Vale de Soure

    Se “nos” fartamos de bater palmas de cada vez que o piloto do aviäo nos pöe no chäo, como se isso näo fosse o que se espera dele…

Comments are closed.