Categories
As Crónicas e os Contos

O vento nos salgueiros

Também quero!!!
Ir espreitar os choupos à beira da ribeira no Chão de Salgueiros… Ir ver se as oliveiras vingaram no Vale da Porfia…
Espreitar as estacas de marmeleiro aos Covões, que se iam finando no Verão mas das quais tenho vaga notícia de indícios de umas (des)pontas verdes (terão sido aqueles singelos baldes de água?)…
A nogueira no Chão do Pereiro…
Depois conta como correu a experiência com o telemóvel de terceira geração (ou lá o que é), bale Catarina?

2 replies on “O vento nos salgueiros”

E a agua, corre na ribeira? Ja ha alguma florinha nova no meio da erva? Os caminhos terao ficado tapados? Tanta coisa, quando começo a dar o meu passeio imaginario pela minha terra…
A ‘net digital’ ali é perguntar à tvcabo satelite para quando serviços de net…:)

A ribeira tem barragem (a da Meimoa/Malcata) e até vai ter direito a transvase Douro/Tejo pelo que passou a rio aqui há uns anos 🙂
Eu vou prá caminha a ver se sonho com belos passeios de bicicleta pelo vale agrícola 😉
Até breve.

Comments are closed.