Martenitzi

Um sopro persistente vai agitando a nossa bandeira. A verde e vermelha do liceu Filipa de Lencastre está a meia haste.

Ontem chegou da Bulgária uma pequena recordação. Um presente singelo de uma colega que durante seis meses se quedou por Portugal numa acção de formação. Há várias semanas que nos despedimos e, curiosamente, num dia muito triste, nesse mesmo dia, ela, o quase desconhecido fez chegar pelo correio um pedaço da sua cultura. Dois fios de lã interlaçados, um branco, outro vermelho com a medida suficiente para atar ao pulso e com a magia quanto baste para que se cumpra um desejo.

This is old Bulgarian tradition: On the 1st of March, and the days following, all people in Bulgaria give each other these small tokens made from red and white woolen threads called ‘martenitzi’.
According to the tradition, you have to wear your martenitza pinned on your clothes or tied on your wrists (on the right one) and keep them until you see some sign of spring – such as stork, swallow, or blossoming tree. Only after seeing that sign you can remove the martenitzas and tie them on a fruit tree. Then make a wish. We believe that the wish always come true.
I wish you all your wishes to come true!

Martenitzi

1 thought on “Martenitzi

  1. Pingback: Flores do Campo

Comments are closed.