Picando o Ponto II

O outro texto polémico refere-se às gramas de poluição emitidas por quilómetro.
Aqui meus amigos, confesso a minha ignorância quanto ao como é possível. Quando queimo gasolina o carbono associa-se a oxigénio e produz sub-produtos mais pesados do que o peso do combustível original? Se calhar o que vos digo é um disparate, mas o que é certo, e convido-vos a confirmarem-no, é que as marcas de automóveis que começam a divulgar os níveis de poluição gerados pelos seus veículos apontam para os níveis que eu aqui referi.
Ora façam lá uma pesquisa na net ou então consultem o anúncio da Land Rover na página 2 da National Geographic de Fevereiro:

“Freelancer: Consumo combinado de combustível (l/100 km): 7,6 a 12,4; Emissões de CO2 (g/Km): de 205 a 298″.

Algum bloguer com formação na matéria ou mais conhecedor saberá explicar como é que menos de 13 litros de combustível emitem quase 30 quilogramas de poeiras/gases por cada 100 km, mas atendendo a que a fonte a que recorri é a marca do veículo não me parece que esta fosse inflacionar propositadamente as emissões poluentes dos seus veículos, quando muito fariam o contrário…

4 thoughts on “Picando o Ponto II

  1. congeminações

    Pois, mas isso não admira os ingleses não servem de exemplo em termos de tecnologia automóvel e então esta marca. E assim sendo de quem será a culpa não será de quem produz os automóveis que não respeita as directivas reguladoras da poluição ou é o automobilista que apenas e só utiliza o automóvel.

  2. Luís Bonifácio

    Falta um dos elementos da equação.
    Para haver combustão é necessário haver AR, e muito AR.
    Este AR vai fornecer o Oxigénio, que é o comburente do combustível, da reacção resultanta a energia da explosão que faz mover o cilindro e dai transmite o movimento às rodas e os compostos que saem no escape, monóxido de carbono (CO) e dióxido de Carbono (CO2).
    O carbono tem origem no combustível e o oxigénio tem origem no ar.
    È uma explicação simplista que espero que contribua com alguma luz para a discussão

  3. Luís Lavoura

    13 litros de carburante devem pesar aproximadamente 13 quilos. Os restantes 17 quilos provêm do ar: oxigénio, que se liga com o carbono da gasolina para formar dióxido de carbono, monóxido de carbono, e diversos hidrocarbonetos meio queimados; e azoto, que por influência da alta temperatura do motor se liga ao oxigénio do ar formando óxidos de azoto.

    Ou seja, os 30 quilos de gases de escape provêm de 13 quilos de carburante e 17 quilos de ar. Mais ou menos.

Comments are closed.