Categories
Uncategorized

A Franja do Adufe

(ao som de Pompa e Circunstância de Elgar) Qual São Jorge enfrentando o Dragão, qual Bilbo Baggins enfrentando o Dragão, qual Rui Rio enfrentando… o Dragão. Eis que Rui MCB e o seu adufe enfrentam o dragão do ridículo, todos os dias, neste vosso blogue. Deixo-vos a pose, a determinação, a coragem tão bem expressa nesta imagem tantas e tantas vezes repetida ao longo dos últimos meses. Digam lá se não somos ridiculamente ferozes?

leo.jpg

Para quem tenha ficado com dúvidas esclareço que se usou o plural majestático!

5 replies on “A Franja do Adufe”

Pronto. Sugiro outro, de língua germânica. Strauss. Serve uma valsa, ao leãzinho?
Aquele olhar não mente. Claro que serve!!!

Xiii Uma valsa impõe dança e estamos perante um Leãozinho pé de chumbo… Até o ridículo tem o seu cúmulo… Mas enfim concordemos com a valsa que é boa música, talvez amanse o dragão do ridículo (e noutro registo, as águias de Domingo).

Comments are closed.