O «Estado mínimo» é uma tolice

O Fumaças destacou um bocadinho, e muito bem, mas para não me repetir e porque este outro bocadinho também me diz muito, cá vai.

(…)
O «Estado mínimo» é uma tolice. Quanto mais mercado, mais Estado é preciso para o regular, ao contrário do que alguns liberais ainda pensam. Repare-se na implacável justiça dos Estados Unidos, país do mercado, sempre que é posta em causa a sã concorrência. Mas em Portugal, quando Cavaco Silva procurou reforçar o Estado, logo foi acusado de um horrível autoritarismo. O resultado está à vista.

Francisco Sarsfield Cabral
in DN

Como se diz no Fumaças, se fosse outro senhor a dizer isto caia o carmo e a trindade

1 thought on “O «Estado mínimo» é uma tolice

  1. João Carvalho Fernandes

    O Picuinhices contesta (e com alguma razão) estas simplificações:

    http://picuinhas.blogspot.com/2003_10_05_picuinhas_archive.html#106565659880527300

    Eu até percebo perfeitamente o que é dito no artigo e sei que é muito difícil por vezes em pouco espaço conseguir “abanar” as pessoas, pelo que muitas vezes se opta por este tipo de simplificações!

    E o exemplo do Sarsfield com os EUA não é contrário ao que defende o Picuinhices.

    Um abraço

Comments are closed.