Novela CRP – Preâmbulo

Com o patrocínio das produções semi-clandestinas “Referendem-me, porra!” o Adufe inicia hoje a sua primeira Novela. Apresento-vos CRP – Uma república em acção.
Informamos desde já os caros leitores que esta novela está sujeita a acrescento, truncagem ou a alguma outra forma de alteração a qualquer momento, assim o queiram pelo menos dois terços dos deputados da Assembleia da República. Era uma vez uma república.

PREÂMBULO

A 25 de Abril de 1974, o Movimento das Forças Armadas, coroando a longa resistência do povo português e interpretando os seus sentimentos profundos, derrubou o regime fascista.

Libertar Portugal da ditadura, da opressão e do colonialismo representou uma transformação revolucionária e o início de uma viragem histórica da sociedade portuguesa.

A Revolução restituiu aos Portugueses os direitos e liberdades fundamentais. No exercício destes direitos e liberdades, os legítimos representantes do povo reúnem-se para elaborar uma Constituição que corresponde às aspirações do país.

A Assembleia Constituinte afirma a decisão do povo português de defender a independência nacional, de garantir os direitos fundamentais dos cidadãos, de estabelecer os princípios basilares da democracia, de assegurar o primado do Estado de Direito democrático e de abrir caminho para uma sociedade socialista, no respeito da vontade do povo português, tendo em vista a construção de um país mais livre, mais justo e mais fraterno.

fonte: www.parlamento.pt CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA V REVISÃO CONSTITUCIONAL