Música

O Carlos do Ideias Soltas tem acompanhado de perto a novela (mais uma!) da Orquestra Metropolitana de Lisboa. Depois do acordo entre os promotores quanto à demissão do maestro Miguel Graça Moura (MGM) o folhetim surpreendentemente não tem ainda fim à vista!

Algumas palavras que se lêem no Ideias Soltas:

Desde o início que tenho manifestado que não seria Miguel Graça Moura o único óbice aos intentos de Pedro Santana Lopes, pois arredado que será, visto que, registe-se, nenhum dos promotores voltou atrás com o compromisso anterior [em demitir MGM], a Câmara Municipal continua, ilegalmente, sem entregar à AMEC as verbas consignadas nos estatutos, exercendo desta forma chantagem continuada sobre os músicos, funcionários e professores da Instituição. Conforme o que previra, à Câmara de Lisboa não basta afastar MGM, sempre indicado como obstáculo, quer mais, o quê, não sabemos, talvez percebamos um total e mais uma vez despótico poder sobre a AMEC. Permanecerá o sistema, o déspota mudará de rosto e de nome.

O que move Pedro Santana Lopes? Já não percebo nada desta história. Infelizmente o problema persiste.

4 thoughts on “Música

  1. dolphin.s

    Santana Lopes tem primado pela defesa da cultura popularucha que lhe em última análise é a que lhe dá os votos, e tem feito tudo para destruir a cultura na capital que realmente apresenta uma alternativa a quem não se satisfaz com La Férias, teatro de revista e marchas populares.

    Artistas Unidos, Festival Gay e Lésbico (que tão sensatamente a vereadora da cultura da câmara quis mudar o nome para Festival da Diversidade……), cinema documental… etc… são apenas os que me lembro de cabeça que foram prejudicados por este senhor

    Agora é sempre esperar para ver qual será o próximo alvo.
    Quando chegar o dia de sua senhoria largar a câmara, Lisboa terá voltado ao tempo da outra senhora, pelo menos a nível cultural.

    terá as suas vantagens – deixarei de ter algo que me faça ainda querer morar perto da cidade…

  2. Pingback: 100nada (pt)

  3. Pingback: 100nada (pt)

Comments are closed.