Public Service

Estava a ler um post de a metamorfose, onde se tecem loas ao serviço público de rádio e televisão norte americanos (EUA) e lembrei-me da estupefacção de um professor americano (estudos de mercado) que tive a sorte de conhecer durante alguns dias de aulas ali para os lados do alto de campolide.
Para construir um exemplo concreto de Optimal Scalling resolveu pedir para qualificarmos os quatro canais portugueses de televisão em canal aberto. Lá fez o boneco no quadro e no final os jovens mestrandos (mais um mestrando dirá o anarca) votaram maioritariamente na RTP 2. Fica bem, é mais cultura e menos bolos… enfim. Fartámo-nos de enaltecer o dito canal até que alguém se desgraçou (só por acaso não fui eu).
Um dos colegas na ânsia de demonstrar a diferença da 2 explicou que é lá que passam os Simpsons! Ora bem, o prof. que até já tinha comparado aqueles elogios que tinha ouvido com os adjectivos que atribuía à PBS mudou de semblante e pôs termo de imediato ao paralelo mental que estava a tentar estabelecer entre os dois canais. “Mas o que é que vocês vêem nos Simpsons? Na América surgem junto com os Big Brother, é nesses canais que passam. Satirizar o básico com recursos básicos não faz dos Simpson uma série para a PBS”. Toma e embrulha… A PBS deve, de facto, ser de outro planeta.
Já agora, ainda vos digo que a consideração do prof. lá subiu um bocadinho quando alguns de nós o informámos com detalhes inquestionáveis que a tempos essa mesma RTP 2 passava documentários da PBS. Por falar nisso, nunca mais vi nenhum… E já lá vão quase dois anos… Será que fazem parte da “Sociedade Civil”?

Depois de todas esta lenga lenga volto a sublinhar o post do joão/metamorfose com um pequeno excerto:

Não é por acaso que a administração bush, tem tentado a todo o custo, restringir o financiamento federal a projectos públicos (comunitários) de informação.
soa familiar? pois soa! é por isso que é urgente acautelar a defesa do serviço público em portugal e não cair na tentação de afirmar que o que é privado é que é bom.

2 thoughts on “Public Service

  1. guida

    Nem sequer li. Apenas para responder a 1 comentario k deixou no meu/vosso blog. 🙂 Outro?

    A modestia não lhe ficaria nada mal.

    Um abraço.

Comments are closed.