A velhinha de Taubaté

Hoje acordei para ouvir falar pela primeira vez da velhinha de taubaté.
Trata-se de facto de uma velhinha que vive algures no Brasil de Luis Fernando Verissimo e que pelos vistos acredita nos blogues. Deixou-me algumas palavras num comentário ali em baixo, lamentando o desaparecimento do Piu Piu.

A velhinha de taubaté
(…)
Os governos mudam, as promessas se renovam, as autoridades nem tanto, mas se há uma coisa firme no país é a crença da Velhinha de Taubaté. Presidentes da República e ministros, por exemplo, a consideram um patrimônio nacional, já que ela acredita em todos os seus projetos e nas justificativas que dão depois para o fracasso dos projetos. Criada durante o Governo Figueiredo, a Velhinha não é mais personagem das crônicas de Verissimo, mas permanece um símbolo da fé cega no Brasil.
(…)
in LFV

Eu oferecia uma passagem a este velhinha para vir até Portugal dar algum ânimo à sua irmã portuguesa…como é mesmo o nome dela (da portuguesa bem entendido)?

4 thoughts on “A velhinha de Taubaté

  1. aurora

    A velhinha de Taubaté é avó da Aurora, que por sua vez é dona da Becas. A Aurora é a versão da província do “vive e deixa viver”, mas já agora se for possível que se faça alguma coisa de jeito.

    Como moramos todas na província há muitas coisas das cidades grandes que nos fazem confusão

  2. Rui MCB

    Muito prazer 🙂
    Quanto a decifrar confusões vamos fazendo o que se pode. Mas não se iluda que também as há por aí entre filhós e adufes…
    De que espécie é a Becas se não for indiscrição?

  3. aurora

    A Becas tem um nome reles para disfarçar. Na realidade é uma Borzoi no exílio (como os Romanov) que escreve os seus Bilhetes de Colares caninos para o tartarugavirtual e tenta passar por rafeiro despenteado quando a mulher a dias a persegue com o aspirador.

Comments are closed.