A tese

Vou seguir tentar seguir o exemplo da Bomba Inteligente e juntar o útil ao agradável. Para não abandonar por completo esta esfera, nos próximos meses vou aqui trazer algumas curiosidades colaterais que fôr apurando da tese que ando a preparar. Mais em jeito de “fait divers” do que de “faith divers” como diria um amigo meu. Infelizmente não tenho a sorte da Bomba em ver aqui a substância que me interessa discutida mas já é melhor que nada: dar em vez de receber.

Aproxima-se portanto uma enchente de curiosidades estatísticas sobre Portugal.
Em breve…