Cruzes Canhoto

Cruzes Canhoto conta-nos toda a verdade das escutas telefónicas numa belíssima prosa merecedora de generosos encómios.
Fica um cheirinho:

FR – Acessou o telemóvel de Eduardo Ferro Rodrigues, em que poderei cooperar com o digníssimo concidadão?
AC – Poderei confirmar tal acesso com toda a fiabilidade?
FR – Julgo estar ao seu humilíssimo dispor?
AC – Como se situa o contexto psicossomático do meu condescendente confrade?
FR – Ah! A jovialidade apodera-se de mim ao reconhecer no meu até ao momento despersonalizado interlocutor, o excelso doutor António Costa! Poderá dar-me indicíos desempambados da sua conjuntura?
AC – Que novas me poderá o amigo linguajar de que eu não tenha sido apropriadamente adscrito?
FR – Neste preciso instante palmilho o caminho de retorno, vendo contudo a minha viagem ansiosa enterturbada por alinhamentos inertes de veículos automobilizados. Para além de uma ambiência climatérica de bradar aos céus!

O resto está aqui 🙂