Alegado esclarecimento dos Pás

Caros leitores, alegadamente portugueses ou não.
Contrariamente ao alegadamente suposto na transcrição de uma alegada escuta telefónica entre um membro do Conselho de Estado e um ex-ministro da Justiça que surge publicada em vários orgão da comunicação social, não houve alegadamente qualquer utilização da palavra “pá” na conversa.
Fontes seguras alegadamente ligadas ao processo afiançam que várias alegadas interferências na linha foram indevidamente transcritas como “pás”. Foram, aliás, essas alegadas interferências que terão justificado a sugestão de continuação da alegada conversa noutro telefone.
Alegadamente me despeço com os melhores cumprimentos.

Aparício Al-Gamen Tedesco