A vaidade anda à solta na blogo-esfera? Um feedback ao meu blogo é um poderoso ansiolítico?

Uma das discussões mais interessantes que encontrei na Blogo-esfera até ao momento está a decorrer aqui.

Ainda se anda em volta do sexo deste anjo com um umbigo muito grande mas a perspectiva de ataque ao tema tem um refinamento científico bem patente na riqueza analítica. Uma pitadinha de olho psico-social ele próprio de narcisismo mitigado (não se livra desta, pois o observador está mais do que integrado no meio que observa…). A não perder.

Contributo que deixei no Socio[B]logo para a discussão:

Eu quero testar a minha capacidade de cativar o outro. Sendo este desconhecido, eventual. O meu trofeu pode ser um comentário, uma prova de integração numa comunidade que pressuponho. É natural que a ansiedade surja e é também natural que possa revelar-se preocupante para algumas pessoas como lhes sucederia, aliás, em muitas outras situações de interacção social em que tivessem de gerir expectativas próprias e projectadas.
O tamanho do trofeu que eu quero condiciona-me a capacidade de atingir um outro estágio de relacionamento com o meio.
Passada esta adolescência na blogo-esfera é natural que a dicotomia que por aqui anda na berlinda dê lugar a outros estados de alma e a outras formas de gestão individual com o meio… Pelo caminho a ansiedade pode afundar alguns na dependência da dose diária de festinhas pelo pêlo, outros sofrerão de patologias diferentes, mas não creio que se descubra nada de novo para preocupar a psicologia clínica (di-lo um perfeito ignorante na matéria!)… Em que se destinguirá um insucesso de comunicação na blogo-esfera com um esforço fracassado de integração em qualquer outro grupo?