A Senhora do Almortão II

Verdade seja dita, ainda não encontrei a versão exacta que se cantava há poucos anos no concelho de Penamacor…Mas fica aqui o exemplo das gentes da Idanha, o mais próximo que encontrei…

Senhora do Almortão

Senhora do Almurtão,
Minha tão linda arraiana,
Moras no termo d’arraia,
Sendes meia castelhana.

Senhora do Almurtão
‘stá de costas à Espanha,
Lá está a ver se entra
O ranchinho da Idanha.

Olha a laranjinha
Que caiu, caiu
Num rigato d’água,
Nunca mais se viu.
Nunca mais se viu,
Nem se torna a veri
Cravos à janela,
Rosas a nasceri…

Senhora do Almurtão
Que dais ao vosso menino?
Todos os meninos choram,
Só o vosso se está rindo.

Senhora do Almurtão
Quem vos varreu a capela?
Foram as moças d’Idanha
Com raminhos de marcela.

Olha a laranjinha
Que caiu, caiu
Num rigato d’água,
Nunca mais se viu.
Nunca mais se viu,
Nem se torna a veri
Cravos à janela,
Rosas a nasceri…

[sic]